É seguro fazer massagem durante a gravidez?

MASSAGEM EM GRÁVIDAS

A massagem em grávidas ou massagem em gestantes não é uma técnica específica de massagem, mas é uma massagem comum, com algumas ressalvas fundamentais para a saúde do bebê e da mãe.

A gestante tem uma fisiologia diferenciada e é preciso que o massoterapeuta tenha esse conhecimento. Ele também precisa saber que existem contraindicações específicas para cada gestante!

Para esse artigo, resolvi fazer perguntas e respostas. Tendo alguma dúvida não hesite em me contatar ao final do mail. Pode ser a dúvida de outra gestante também e será adicionada aqui.

O QUE É, EXATAMENTE, MASSAGEM EM GRÁVIDAS?

Massagem em Grávidas

Massagem em Grávidas

Massagem em grávidas ou massagem para grávidas não é uma técnica de massagem terapêutica específica, mas o uso da massagem clássica (sueca ou anti-stress), Shiatsu, An-má ou outra qualquer em gestantes.

A grande diferença é que a massagem é adaptada para quem está esperando um bebê. Também é chamada de massagem pré-natal.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE A MASSAGEM EM GRÁVIDAS E A MASSAGEM COMUM?

Tem dois aspectos fundamentais, a posição da gestante e a sua fisiologia (qual fase da gestação está).

Posição da Gestante:

Em relação à posição da gestante, o corpo da mulher deve ser propriamente posicionado e suportado durante a massagem. Usa-se travesseiros e almofadas para aconchegar a futura mamãe. A posição correta promove conforto e segurança para a mãe e o bebê.

Dica: para a gestante no final da gestação (últimos três meses) é recomendado que fique deitada em decúbito lateral esquerdo, ou seja, deitado com o lado esquerdo do corpo no colchão. Conforme o bebê (e a barriga) vai crescendo ele pressiona uma veia e uma artéria (veia cava inferior e artéria aorta) e essa pressão nesses vasos aumenta a pressão arterial e diminui a circulação sanguínea.

Por isso é fundamental que seu massoterapeuta saiba, exatamente, o que está fazendo. Em alguns casos pode ficar em decúbito lateral direito, desde que o massoterapeuta seja experiente e tenha conhecimento! Não é uma regra absoluta!

Sugestão de posição: como podem ler no meu caso clínico (final do artigo) eu não deixava a gestante na mesma posição por mais de 15 minutos. Dessa forma eu perdia de um lado e ganhava de outro.

Perdia no relaxamento, a cliente relaxa muito menos, mas ganhava na segurança e saúde do bebê e da mãe.

A posição ideal é aquela que não incomoda a cliente. A posição proibida, obviamente, é em decúbito ventral (barriga para baixo). A posição de barriga para cima com as pernas dobradas, decúbito lateral esquerdo e decúbito lateral direito (com ressalvas) são indicadas.

Também é possível deixar sua cliente com um apoio nas costas como uma almofada grande. Deixado semi deitado. Posição de Fowler, que é com o tronco levantado como na figura.

Posição Fowler

Posição Fowler

Fisiologia (qual fase da gestação está):

Obviamente não são todas as manobras (técnicas) de massagem que podem ser aplicadas.

locais e manobras restritas, elas variam de acordo com a fase da gestação, que vou dividir em 3 trimestres.

Primeiro trimestre:

No primeiro trimestre o corpo da mulher tem algumas necessidades e algumas restrições. Nesse período eu não uso nenhum creme ou óleo.

Em último caso, eu pediria para minha cliente trazer o creme que está acostumada a usar.

A solução para o creme seria fazer uma técnica de massagem (e adaptar para a massagem em grávidas) que não usa creme, como o An-má ou o Shiatsu.

Nesse período pode ser feita a massagem em decúbito ventral (barriga para baixo), mas é recomendado que não pressione muito forte as costas do cliente, pois a pressão pode afetar a barriga, mesmo o bebê sendo muito pequeno, vale a pena evitar!

Segundo Trimestre:

No segundo trimestre também há algumas restrições principalmente em relação à posição do cliente, mas costuma ser o período mais tranquilo, pois já passou o início e o bebê ainda não está grande o suficiente para provocar alterações, que vê-se no terceiro trimestre da gravidez.

Terceiro Trimestre:

gestacao

 

No último trimestre, que é quando acontece a maior parte das transformações!

A mulher ganha alguns quilos e o pior, a maior parte desse peso fica concentrada em um local só, a barriga.

Parece fácil? Não é não!

Você já carregou um peso exclusivamente na barriga de maneira abrupta? Na sua próxima ida ao supermercado, pegue um saco de arroz de 5kg e segure-o na barriga por 5 minutos! Com certeza sua coluna vertebral irá “reclamar”!

GRAVIDEZ E O CENTRO DE GRAVIDADE

O ser humano tem o centro de gravidade é um pouco para frente, ou seja, quando está em pé, parado, seu corpo só não cai para frente pois há alguns músculos contraídos!

Até aí tudo bem, mas, em grávidas, em poucos meses há um ganho de massa concentrada na barriga, forçando nosso centro de gravidade mais para a frente ainda. Obrigando, obviamente, a musculatura a trabalhar mais! Muito mais!

Voltando ao exemplo do saco de arroz, a gestante não aumenta de peso de maneira abrupta, mas é 24 horas por dia!

Para ajudar, o bebê em crescimento empurra todas as vísceras, inclusive o nosso músculo da respiração, o diafragma. Ou seja fica difícil até respirar!

COMO FUNCIONA O MÚSCULO DIAFRAGMA?

O músculo diafragma é responsável pela respiração. Quando estamos em pé ou sentados, a sua contração é ajudada pela força da gravidade. O importante agora é saber que, na sua contração, ele empurra as vísceras para baixo.

Na gestante, o bebê cresce e precisa de espaço. Portanto ele “empurra” as vísceras para cima, obrigando o diafragma a fazer mais força.

A gestante no último trimestre de gravidez, quando em pé ou sentado é possível respirar sem dificuldade, pois a força da gravidade ajuda.

Agora deitado fica mais difícil, pois o diafragma deve empurrar as vísceras, mas não conta com a força da gravidade.
Exatamente por isso algumas mamães dormem sentada, pois sentem falta de ar.

Dica: a gestante pode receber a massagem em Fowler (semi deitada).

Antes de continuar, preciso que leia SONO E MÚSCULO.

SONO E MÚSCULO

Quando dormimos, atingimos o sono profundo, é nessa hora que o corpo libera um hormônio que relaxa toda nossa musculatura. E obviamente, sem o descanso efetivo, a futura mamãe acorda cansada e com dores musculares…

Ciclo vicioso:

Se a gestante não tem posição para dormir, provavelmente ela não dormirá bem. E isso trará dores e desconforto, pois o hormônio que relaxa a musculatura não será ativado!

Tudo isso somado aos quilos a mais 24 horas por dia, 7 dias por semana, há uma sobrecarga imensa na musculatura que deve manter o corpo em pé (praticamente todos os músculos posteriores do corpo). Sendo que, muitas vezes, essa musculatura trabalha excessivamente e não consegue descansar.

A SOLUÇÃO

Encontrar um massoterapeuta ou fisioterapeuta qualificado e capacitado para atender gestantes!

O profissional irá te posicionar de modo que seja 100% seguro para você e seu bebê, fará uma massagem respeitando os limites de uma gestante.

Sua musculatura sairá mais relaxada e irá, com certeza irá aguentar melhor o seu dia a dia.

Sem contar a parte emocional. Com a musculatura mais relaxada, sentirá menos dor e terá mais qualidade do sono.

QUAIS AS CONTRAINDICAÇÕES DA MASSAGEM PARA GRÁVIDAS?

As contraindicações da massagem em grávidas é a mesma de cada técnica aplicada.

Por exemplo, o Shiatsu tem como contraindicação, Febre, Lesão/Trauma, etc… Portanto essas contraindicações também aplicam em gestantes.

Fora isso, existem algumas especifidades que variam de acordo com a fase da gestação e da individualidade de cada futura mamãe. Cada caso é um caso e deve ser avaliado detalhadamente pelo massoterapeuta ou fisioterapeuta.

Importantíssimo: se a gravidez for de risco não faça, exceto com o aval do médico responsável.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DA MASSAGEM PARA GRÁVIDAS?

Os benefícios da massagem para grávidas são os mesmos da técnica de massagem que está sendo executada, mas segue alguns exemplos:

beneficios Alívio do stress;

beneficios Alívio das dores;

beneficios Diminuição do inchaço;

beneficios Melhora da qualidade do sono.

beneficios Algumas gestantes costumam ter inchaço nos membros inferiores. Para resolver isso ela pode optar pela massagem para gestantes ou caso seja a única dificuldade dela, minha sugestão é optar pela drenagem linfática manual.

beneficios O An-má, Shiatsu e a Massagem Relaxante (ou Massagem Anti-Stress ou Clássica ou Sueca) são ótimas para dores nas costas, principalmente quando há restrição de medicamentos.

beneficios Um aspecto importante não fica só nos benefícios físicos, mas o toque estruturado de um profissional qualificado é muito confortante, fornecendo um suporte emocional durante a gravidez.

beneficios Existem inúmeras pesquisas que comprovam a diminuição da ansiedade, stress e depressão com a massagem, e com as grávidas não é diferente.

beneficios Queixas como enjoos e dores nas articulações são aliviadas com a massagem para grávidas.

Atenção: procure um profissional qualificado para massagem em grávidas. Isso significa que o profissional deve ter o conhecimento do que é seguro para a mãe e para o bebê. E se você for gestante e está procurando um profissional, lembre-se que, durante a massagem inteira, não teve ter nenhum desconforto!

QUAIS SÃO AS PRECAUÇÕES DA MASSAGEM PRÉ-NATAL?

Alguns médicos não recomendam massagem no primeiro trimestre. Eu já fiz em gestantes nesse período, inclusive na minha esposa. Obviamente concentrei minha massagem nos membros superiores, ombro, escápula e cervical. Meu objetivo era promover relaxamento, pois ela não tinha nenhuma queixa. Não aconteceu nada nem com ela nem com o bebê e tinha certeza disso.

Não recomendar massagem é muito genérico, mas compreendo a visão médica, pois há massoterapeutas e fisioterapeutas que atendem sem o devido conhecimento, cometendo erros graves que podem comprometer a gestação. Por esse motivo alguns médicos acabam generalizando e prevenindo toda e qualquer tipo de massagem.

Dica de Marketing para Massoterapeuta: caso trabalhe com massagem para grávidas, tem todo o conhecimento e sabe exatamente o que fazer e o que não fazer, divulgue seu serviço para os médicos. Não tenha medo, pois eles precisam de gente de confiança. Depois da primeira indicação, fazendo um bom trabalho, terá muito mais clientes!

Caso seja gestante e está na dúvida, converse com seu médico, ele dirá o melhor a fazer no SEU caso! Não tenha só esse artigo como referência!

CASE

massagemgestacao

 

Uma vez atendi uma gestante da 30 semana até a 36 semana aproximadamente. Sua queixa principal era crises de enxaqueca, mas não podia tomar os remédios que costumava tomar, devido à gestação.

Após avaliação percebi que havia uma alteração postural significativa devido à gestação. Também percebi que um grande percentual da enxaqueca devia ao lado emocional. Como ela já estava com uma barriga MUITO grande, mudava de posição a cada 15 minutos, no máximo.

Ela não tinha nenhuma alteração da pressão arterial, por isso permiti atender em todas as posições, especialmente em decúbito lateral direito, ou seja, com o lado direito encostado na maca.

O tratamento consistia em:

1) Massagem na cadeira (quick massage) obviamente evitava pressões fortes na região lombar. A cadeira de Quick Massage permite que o cliente relaxe o pescoço e como o quadril fica dobrado, não força a coluna vertebral. Para usar a cadeira em gestante, faço uma adaptação, que é deixar o apoio do assento no nível mais baixo e o apoio do peito no nível mais alto. dessa forma, consigo deixar um espaço para “encaixar” a barriga.

Quick Massage em Gestante

Quick Massage em Gestante

2) Massagem na maca (An-má). A técnica de An-má é feita em decúbito lateral (deitado de lado), portanto fazia dos dois lados. Coloquei inúmeros travesseiros (entre as pernas e no pescoço) e deixei muito claro para a paciente, que ela devia avisar caso tivesse qualquer desconforto!

3) Massagem facial e no pescoço em decúbito dorsal (barriga para cima). Deitada de barriga para cima, tive o cuidado de colocar um rolo embaixo das pernas para diminuir a lordose lombar, portanto acomodei melhor a coluna. Nessa posição trabalhei o pescoço novamente e realizava uma tração para aumentar o espaço dos forames intervertebrais (alongar a coluna).

Resultados

Após 2 sessões suas dores de cabeça haviam parado e não retornado até a 36 semana, quando coincidiu com uma demanda de trabalho na qual foi impossível ela dar continuidade ao tratamento. Um relato interessante foi a “acomodação” mental da paciente. Ela referiu estar muito mais relaxada, seu estado emocional estava totalmente estabilizado. Segundo ela, parecia impossível antes da massagem.

GOSTOU DA MASSAGEM PRÉ-NATAL? COMENTE ABAIXO

Author: Thiago Nishida

Share This Post On