Azia – Sintomas, Causas e Tratamento

A azia ocorre quando os conteúdos ácidos do estômago passam para trás no tubo de alimento, chamado de esôfago. É também conhecida como refluxo ácido estomacal e também comumente referida como doença do refluxo gastro-esofágico.  A maioria das pessoas tem refluxo ácido estomacal em algum ponto de suas vidas, ou como azia ou regurgitação ácida.

azia
azia

Causas da Azia

A azia normalmente ocorre após comer uma grande refeição ou beber muito álcool. Algumas pessoas ficam com azia quando se curvam ou deitam. A frequência do refluxo ácido estomacal varia de pessoa para pessoa. Para a maioria das pessoas, isso acontece muito raramente. Mas os acidentes semanais ou diários de azia ou regurgitação ácida podem ocorrer.

 

Azia é Preocupante?

A azia é perturbadora e pode ter um efeito de detrimento sobre o bem estar da pessoa. Às vezes, a tendência para azia pode se desenvolver em uma inflamação da membrana mucosa no tubo alimentar, também conhecida como esofagite. Nos piores casos, a esofagite pode se tornar complicada com úlceras, que em raros casos, podem sangrar ou causar anemia crônica.

Ocasionalmente, a esofagite de refluxo pode ser tornar complicada se as cicatrizes causam uma compressão ou estreitamento no tubo alimentar. Um estreitamento do esôfago pode impedir de engolir. Esta é uma condição grave, que exige exame e tratamento.

Em relação a como o ácido gástrico termina no tubo alimentar, na parte inferior do tubo alimentar há um anel de músculo, o esfíncter, onde passa através de um furo no diafragma.

 

 

Função do Diafragma

O diafragma é uma camada fina de músculo dividindo os pulmões do estômago. O diafragma mantém o esfíncter do esôfago em lugar e o sistema funciona como uma válvula de direção única.  Se a válvula de direção única não funciona adequadamente, o ácido do estômago, ácido gástrico, será capaz de subir ao tubo alimentar. Esta tendência aumenta se:

– o estômago contém quantidades grandes de alimento ou líquidos, especialmente se o alimento for gorduroso, e a bebida alcoólica.

– há algo pressionando o estômago, por exemplo, como ocorre quando a pessoa está com sobrepeso.

 

O que Aumenta o Risco de Azia?

Não há muitas vezes razão conhecida para aumento na azia. Mas ocasionalmente um dos fatores abaixo pode contribuir.

– Hérnia de hiato. Este é o nome da condição onde a parte superior do estômago passou através do furo no diafragma. Isso significa que as fibras musculares do esfíncter não podem pressionar a parte inferior do tubo alimentar. Como resultado, a parte inferior do esôfago está normalmente aberta, quando deve estar fechada.

– chocolate, hortelã de pimenta, café e álcool dificultam a função do esfíncter.

– tabaco dificulta a função do esfíncter.

– a constipação aumenta a chance de refluxo ácido.

 

– Obesidade

Nas pessoas que estão acima do peso a gordura na sua cavidade abdominal exerce mais pressão sobre o estômago. Isso causa alta pressão dentro do estômago, e os conteúdos do estômago podem então ser empurrados para cima no tubo alimentar. A perda de peso vai reduzir a chance de refluxo ácido estomacal.

– Gravidez

O útero alargado pressiona o estômago. Isso causa o mesmo tipo de alta pressão dentro do estômago, como em pessoas que estão com sobrepeso. A mudança que a gravidez gera ao equilíbrio dos hormônios também leva a um relaxamento geral do esfíncter do esôfago.

 

– Porções de Refeição Maiores

O risco de refluxo ácido estomacal aumenta com mais alimento no estômago. O risco será maior após refeições grandes, e especialmente gordurosas, onde o alimento está no estômago por um longo período antes que passa para o intestino. Se evitar comer mais do que é necessário, o risco de refluxo ácido estomacal é reduzido.

 

– Deitar-se

Se deitar-se, a chance do refluxo ácido estomacal aumenta devido à gravidade. É possível evitar isso em parte por elevar a extremidade da cabeça da cama.

 

– Medicamentos

Tipos de medicamentos que podem estar associados com refluxo gastroesofâgico, antagonistas de cálcio, nitratos, teofilinas, bisfosfonatos, esteróides, e remédios não esteróides antiinflamatórios.

Estes são os nomes gerais dados aos grupos de medicamentos, o médico ou farmacêutico pode oferecer mais informação sobre os remédios específicos que tomar e seus efeitos colaterais.

 

Medidas para Alívio da Azia

– se estiver com sobrepeso, tentar perder alguns quilos

– evitar refeições grandes gordurosas, e tentar não comer logo antes de dormir

– tentar cortar o café

– evitar beber muito álcool

– parar de fumar

– se sofrer de sintomas noturnos, tentar usar um travesseiro extra ou colocar alguns livros debaixo das pernas da cama, na parte da cabeça

– se a azia ou regurgitações ácidas são raras, menos do que 5 vezes por mês, os medicamentos comprados como antiácidos, podem ser usados.

Veja um caso de sucesso de uma aluna que tratou a azia com Auriculoterapia.

Saiba mais sobre Auriculoterapia!

Medicamentos que Tratam Azia

– Antiácidos

Desde que a azia é causada pelo ácido do estômago, uma das maneiras mais simples de aliviar o desconforto é neutralizar o ácido com um antiácido. Os antiácidos geralmente contêm uma mistura de sais de mangésio e alumínio, carbonato de cálcio ou bicarbonato de sódio.

Aqueles contendo quantidades altas de sódio podem não ser adequados para mulheres grávidas ou aqueles em dieta restrita de sódio, como pessoas com pressão arterial alta ou doença cardíaca.

Os antiácidos são disponíveis como comprimidos que podem ser engolidos ou mastigados, e líquidos. A escolha é de acordo com preferência pessoal, mas os líquidos podem funcionar mais rapidamente e os comprimidos podem ter um efeito de duração mais longo.

Os antiácidos podem reduzir a absorção de certos outros remédios a partir do intestino, assim se estiver tomando quaisquer outros remédios, deve-se sempre verificar com o farmacêutico antes de tomar um antiácido ao mesmo tempo.

 

 

– Alginatos

Alguns produtos antiácidos também contêm alginato de sódio. O alginato de sódio é uma substância que forma uma “balsa” que flutua sobre o topo dos conteúdos estomacais. A balsa impede o ácido estomacal de passar de volta no tubo alimentar e protege o tubo alimentar do ácido.

Os produtos contendo alginatos, são particularmente úteis para azia causada por pressão sobre o estômago, como durante a gravidez. E são também disponíveis como comprimidos e líquido.

 

– Antagonistas de H2

Antagonistas de H2 incluem medicamentos como cimetidina, ranitidina. E funcionam por bloquear os receptores de histamina no estômago, que impede as células no estômago de produzir muito ácido. Este tipo de remédio pode não ser adequado para pessoas com problemas no rim ou fígado. Eles devem ser usados somente por um máximo de 2 semanas sem consultar o médico.

Cimetidina tem o potencial de interagir com vários remédios, ambos comprados e prescritos, assim deve-se sempre verificar com o farmacêutico antes de tomar com qualquer dos remédios existentes particularmente.

 

– Inibidores de Bomba de Próton

Os inibidores de bomba de próton interrompem o estômago de fazer ácido.

 

– Procinéticos

Estes remédios ajudam a coordenar o funcionamento do músculo liso no tubo alimentar e estômago.

 

 

Quando Consultar o Médico

Se a azia ou regurgitação ácida ocorre frequentemente, ou os sintomas são muito perturbadores, consultar o médico. Deve-se também consultar o médico se:

– tiver problema em engolir

– for de meia idade ou mais velho e ter sintomas novos

– ter perda repentina de muito peso

O médico vai decidir se um exame adicional ou remédio mais eficaz é necessário.

 

Prevenção da Azia

Os médicos dizem que algumas mudanças simples na forma que se alimenta e dorme podem dar fim à azia.

 

– Não comer chocolate, não beber bebidas fermentadas. O álcool, chocolate, alimentos gordurosos, café, e hortelã, até cafés descafeinados contêm irritantes, são capazes de enfraquecer o esfíncter inferior esofágico.

 

– Mais magro, melhor. A gordura leva mais tempo para digerir do que qualquer coisa mais, o que dá ao ácido ainda mais tempo para voltar antes que a digestão esteja completa. Planejar refeições com vegetais e cortes magros de carne e peixe, não os alimentos como frituras.

 

– Cortar os cítricos. Outra causa comum de azia para muitas pessoas é pelas frutas cítricas, como laranjas, e tomates.

 

– Gravidez? Evitar temperos apimentados. Os temperos apimentados são difíceis de digerir. Quando está grávida, o aumento no hormônio progesterona retarda a digestão tanto que leva mais tempo para digerir uma refeição. Mais difícil o alimento para digerir, mais provável que terá azia. Assim, comer alimentos suaves como arroz e bananas, e evitar pimenta de caiena e outros tipos de pimentas.

 

– Comer um jantar pequeno. Não fazer da refeição da noite a mais pesada. As refeições grandes ficam mais tempo no estômago, o que dá ao ácido estomacal uma chance maior de voltar para a boca.

 

– Beber bastante água, especialmente com as refeições, ajuda a lavar os ácidos estomacais da superfície do esôfago de volta no estômago.

 

– Jejum antes de dormir. Tentar não comer ou beber nada por 2 ou 3 horas antes de dormir. Desta forma, todo o alimento deve ser esvaziado do estômago antes de ir para cama.

 

– Se a azia perturba frequentemente, colocar blocos de madeira ou concreto sob a parte da cabeça da cama, para que durma em uma inclinação. Por levantar a cabeça da cama é mais difícil para o ácido estomacal fluir. Isso é porque teria que fazer subida.

 

– Não se exercitar logo após uma refeição. Não se deve exercitar por ao menos uma hora após uma refeição. O movimento do exercício desafia a gravidade e levanta o refluxo ácido.

 

– Manter um peso saudável. Tentar ficar com peso adequado, a obesidade e azia foram há tempo associadas, porque o excesso de peso afrouxa o esfíncter esofágico.

 

– Parar de fumar, os cigarros aumentam a taxa de produção ácida estomacal e enfraquecem o esfíncter esofágico que mantém o alimento abaixo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.