Massagem Ayurvédica / Abhyanga

Massagem Ayurvédica e Abhyanga

Acredita-se que é a técnica mais antiga de massagem e já falava que as doenças tem fundo emocional. Exatamente o que os médicos modernos chamam de doenças psicossomáticas!

A filosofia indiana é a Ayurveda e, a massagem também conhecida como Ayurvédica, mas o termo correto seria Abhyanga. É a massagem tradicional indiana, popularmente conhecida e reconhecida pela Organização Mundial da Saúde. No Brasil tem duração de 90 minutos, é feita no chão. Como a maioria das técnicas indianas, banhadas com MUITO óleo!

Toda medicina Ayurveda, assim como a Medicina Tradicional Chinesa, baseia-se em princípios simples e realmente eficientes! São os cinco elementos e o doshas. Mas não vou me aprofundar sobre esse assunto aqui, pois não é o objetivo do post.

Em uma sessão de Massagem Ayurvédica, você irá ser avaliado pelo profissional para descobrir qual o SEU dosha, que podem ser três, VATA, PITTA ou KAPHA.

A partir do seu dosha o profissional já saberá o melhor óleo para você!

Massagem Ayurvédica - Abhyanga

Massagem Ayurvédica – Abhyanga

O que esperar de uma sessão de Massagem Ayurvédica (Abhyanga)

Em uma sessão (pelo menos a que recebi) conversei com a terapeuta uns 10 minutos, mas já a conhecia. Isso normalmente é mais fácil, pois o profissional de massagem ayurvédica já sabe mais ou menos qual é o seu dosha.

Na massagem mesmo, fiquei de shorts e deitei de barriga para baixo em um colchão grande no chão. A iluminação era “meia-luz” e a sala tinha apetrechos que lembram a Filosofia Indiana, gostei.

A terapeuta iniciou “jogando” óleo nas costas e com movimentos repetidos e circulares no corpo inteiro. Agora não lembro se iniciou pelas pernas ou pelo braço, mas lembro que as costas foi a última coisa, antes de pedir para mudar de decúbito (virar de barriga para cima).

Gostei de todos os traços que repetiam-se diversas vezes e eram simétricos, ou seja, se houve 10 voltas na perna esquerda, tem 10 voltas na perna direita e assim por diante (não contei, mas não senti diferença entre um lado e outro).

Nas costas a massagem também foi vigorosa e seguindo movimentos circulares e atingindo toda a coluna vertebral. Ela movimentou meu braço para massagear melhor a escápula.

A massagem ayurvédica ou massagem abhyanga continuou em decúbito dorsal (barriga para cima). Fez muita massagem na barriga e também massageou braços e pernas.

Durante a massagem também fez alguns alongamentos que, mesmo sendo fisioterapeuta, não consigo descrever agora.

O resultado foi um relaxamento bacana, antes da mudança de decúbito (antes de virar de barriga para cima), a massagem ayurvédica estava tão boa que dormi! Ao chegar em casa, fiquei meio avoado e muito relaxado (que para mim é um excelente resultado).

Fui mais que o normal ao banheiro de tanto que ela mexeu (o que é ótimo também)!

E você, já recebeu uma Massagem Abhianga ou Ayurvédica? Conte-me como foi. Responda abaixo

Author: Thiago Nishida

Share This Post On